Forks Planet

Bem-vinda(o) ao Forks Planet, o melhor fórum português da Saga Twilight. Entra e diverte-te nos nossos jogos de RPG ou informa-te sobre os teus personagens favoritos!

    ENTREVISTA DE KRISTEN E JAKE SCOTT PARA WTTR

    Compartilhe
    avatar
    Annia Cullen
    Administradora
    Administradora

    Mensagens : 361
    Data de inscrição : 20/08/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    ENTREVISTA DE KRISTEN E JAKE SCOTT PARA WTTR

    Mensagem por Annia Cullen em Seg Out 25, 2010 9:04 pm

    Leia a nossa conferência de imprensa de Nova York com o diretor de Welcome to The Rileys e atores Kristen Stewart (nesso site estava escrito Kristin), James Gandofini e Mellisa Leo no Regency Hotel no dia 18 de outubro. Eles discutiram o que foi trabalharem juntos num filme independente em Nova Orleães, e o que os atraiu no roteiro.


    Pergunta (P): James, como você descobriu a história por trás do seu sotaque sulista para Indianápolis (onde seu personagem, Doug Riley, vive com sua esposa Lois, interpretado por Leo)?
    James Gandolfini (JG): É um mistério para mim, também!

    P: A sua personagem estava passando por uma crise de meia idade?

    JG: Eu acho que ele está perguntando coisas, eu sei que cheguei a uma idade onde me pergunto, como cheguei aqui? Para mim, a maior parte é boa. Para ele não é, o que eu esperava, não é o homem esperado. Então eu acho que ele tem que viajar na sua mente, ir algum lado e compreender o que fazer agora. Por vezes você faz escolhas, você volta atrás e pergunta a si próprio.

    Melissa Leo(ML): Quando eu, como mulher dele, eu pensei que ele fez a mudança para Indiana e fazer uma saída sozinho.

    JG: As pessoas da Indiana do Sul têm um sotaque específico.

    ML: É um sotaque muito peculiar.

    JG: Pois é.

    P: James você acha que existe uma parte de Doug que culpa Lois pela morte da sua filha ?

    JG: Sim, claro!

    P: Para qualquer um no elenco, o que mais vos surpreendeu em fazer esse filme, e trabalhar com um Brit (Jake Sott)?

    JG:O quão amável e inteligente e especial os atores eram, e quão diferente ele era de seu tio (o diretor Tony) e seu pai (o diretor Ridley). Quão inteligente ela (Kristen) foi. Não quero dizer que de uma forma ruim, eu quero dizer para uma garota. Para uma mulher jovem, como conjunto e como inteligente e como ela está fazendo isso pelas razões certas. O bem que nos demos, e como era maravilhoso, e como nós nos entendemos bem. Eu necessariamente não penso que atuar é divertido, mas o tive uma experiência muito boa nisso.

    ML: Quando eu li o guião, quando você virava cada página, e você pensa que ele vai dormir com aquela garota. Mas ele nunca faz!

    JG: Eu também estava a espera disso!

    P: O que te surpreendeu, Kristen? Essas contusões eram reais?

    Kristen Stewart (KS): Sim, eu descobri que eu tenho os hematomas inicialmente no ensaio. Eu aprendi a dança do varão, mas você nunca realmente vê no filme. É só por um segundo, e é na silhueta. É realmente dói, e você não percebe que é claro que vai mostrar. Havia tantos, mas eu não tinha certeza se você guardar todos eles. Acho que o que mais me surpreendeu foi o fato de que eu estava tão inconsciente. Eu estava andando pela rua com meu roupão aberto e usando meia arrastão, e não se importar em tudo. Eu não estava com medo. Eu tinha sabido sobre isso por um tempo antes que ele levantou e correu, e eu estou contente que ele levou algum tempo para fazê-lo. Eu senti que eu era velha o suficiente para fazer a peça. Se eu não estivesse pronta, teria se esquivado de muito. Por isso, foi chocante encontrar-me em situações como essa e estar completamente bem com eles.

    P: Quantos anos você tinha quando filmou esse filme?

    KS: Dezoito.

    P: Essa pergunta é para Jake. Você já tinha vídeos de música e documentários. Como é a transição para fazer um recurso?

    Jake Scott(JS): Estou habituado a vídeos musicais e comerciais de TV. Quero dizer, é um processo diferente. São pequenos fóruns. Os recursos são narrativos, e os videos e comerciais são narrativas sorteadas. Nós mostramos muito em vídeos musicais. Os atores têm uma reputação. Eu acho que as bandas de rock ‘n’ roll, são mais difíceis. Eu trabalhei com os Rolling Stones, isso é dificil. Esses caras, eles são um sonho. Jim e eu, era meio difícil no começo dos ensaios. Ele realmente faz o seu trabalho de casa, esse cara. Ele me disse algo no período de ensaios, eu realmente lhe dei ouvidos. Estou satisfeito que o tenha ouvido. Eu aprende que eu devia confiar só nele, mas todos os três e o elenco inteiro e sei que eles estão lá para trabalhar. Eu fiz isso. Eu aprendi muito fazendo isso, e isso me mudou como diretor. De fato me fez perceber que eu não sou tão bom como diretor, como eu pensava. Eu aprendi sobre o trabalho de dirigir com esses três. Haviam coisas que eu nunca tinha conhecido antes. Eu confiei no Jim e Kristen e a Melissa.

    ML: E esse dois vão concordar comigo que você é um diretor muito bom.

    P: Kristen, você faz de uma stripper. Você pode falar da sua preparação para o papel?

    KS: Eu fui para o meu primeiro clube de strip, com esse cara(aponta para Jake). Ao entrar, o cara disse: “Você tem que voltar mais tarde se você quer um emprego.”

    JS: Isso foi em L.A. Esse era um clube de strip, de nudismo.

    KS: Ele devia pensar que Jake era meu proxeneta. Começou aí. Você só pensa literalmente “Eu sou a criança mais sortuda do vale”. Me deu impressão que o roteiro estava inteiro e completo. Mas o que eu sei? Ele estava realmente em mim, em relação a isso. Ele disse: “Você tem que trabalhar um pouco antes de você ser capaz de fazer isso.”. Ele me deu um par de livros que realmente me ajudaram, como ‘Raised By Wolves’ foi o que mais me tocou. Haviam algumas histórias realmente sinceras. Havia um cara que se deu a um grupo de crianças em fuga em Hollywood. Eles apenas deixam cá fora. E você sabe, só a dança do varão e coisas assim. Mas basicamente, nós não tivemos esse tempo todo. Foi muito confortável. Me validou, isso me fez sentir como se tivesse feito o suficiente para esse papel, mas ao mesmo tempo tudo estava no roteiro. Felizmente, quando nós estávamos gravando, eu me senti como se não tivesse de pensar, para acrescentar mais alguma coisa. Deu justiça. Eu não tinha que acrescentar nada, já estava tudo lá.

    P: Como foi filmar em Nova Orleães?

    ML: Depois de eu trabakhar com o Jake, o Jimmy e a Kristen, eu me vi de volta a Nova Orleães para um programa da HBO. Lois nunca esteve lá, antes e ela particularmente não gostou de esta lá. Então eles me deram uma casa no Windsor Court que tem uma unidade fechada. Você nunca tem de estar em público. Então, eles tinham um homem adorável jovem que eles contrataram para dirigir-me, e ele iria poder vir e me pegar. Ele me podia levar para o supermercado. Mas metade do tempo eu me isolei. Eu não conheci de todo Nova Orleães. Isso ajudou para o meu desempenho.

    JS: Na verdade eu fiz o que Jim sugeriu, deixei o tipo da cidade de guia minhas decisões. Eu percebi muito cedo que poderíamos estar geograficamente local. Acho excitante que era uma verdadeira cidade para esses caracteres. A casa estava muito perto do restaurante onde Lois e Mallory ir para Po’Boys, e o clube de strip onde Kristen trabalhava. Nova Orleanos são realmente pessoas muito hospitaleira spara trabalhar e, a tripulação foi absolutamente fantástica. Foi provavelmente uma das melhores equipes com quem eu já trabalhei. A cidade fala, então na trilha sonora, ouvir os sons dos barcos e os comboios de mercadorias, e interrompe tudo. O pessoal do som estava ficando frustrado, mas esses caras trabalharam com ele. Há uma cena em particular, quando Doug entra pela primeira vez, e eles estão deitados na cama, ouvir o trem. Jims vai, “Eu gosto desse som,” e simplesmente funciona. Eles apenas trabalharam com isso, e eu deixei ser um personagem no filme.

    P: Jake disse que você não tem um monte de ensaios. James e Melissa, como é que vocês se estabeleceram quando eram um casal casado?

    JG: Eu gosto dela. Nós só fizemos isso, ela é muito profissional. Ela tem muito boa aparência, o que ajuda! Você é de Nova York, certo?

    ML: Sim.

    JG: Coisas como essa ajudam. Eu gostei, acho que coisas como essa mostrma. New Orleans é uma cidade incrível, também, pela falta de regras e falta de regulamentação. Isso é porque você (Kristen) foi capaz de andar pelas ruas como uma stripper. A sensação da cidade ajudou.

    ML: Eu amei trabalhar com Jimmy. Eu ainda tenho as alianças de casamento e noivado que a Lois usava. Eu uso um pouco. Essa simpatia Jim tem, é uma coisa maravilhosa quando você acerta-lo com um ator realmente ótimo. Você realmente pode fingir. Foi tão fácil de fazer, é difícil encontrar palavras para ela.

    P: Vocês todos têm uma camaradagem. Com um elenco tão pequeno, trabalhando em uma cidade tão intimista, com apenas os três de você, que tipo de família desenvolvida?

    JS: Filmes pequenos podem fazer isso. Você está trabalhando, e não passeado do durante 15 horas durante todo o dia. Há definitivamente um senso de família, trabalhando junta.

    ML: Nós estávamos trabalhando, mas eu vou ter sempre um amor de mãe pela Kristen, e o amor de uma esposa por Jim. Eu me vou preocupar com isso no resto dos meus dias.

    P: Kristen, como foi ser a mais nova no elenco, e você algu,a vêz quis que a Mallory desistisse e deixar eles lhe adoptarem?

    KS: Você vê o filme, e é isso que você quer. Quando eu estava trabalhando, isso era uma opção muito longínqua. Ela odeia a si mesma, então talvez a opinião deles a faça mudar.

    P: Kristen, você tem um processo de sair do papel? Especialmente indo de interpretar Bella em “Crepúsculo” para interpretar Mallory e volta a filmar ‘Lua Nova’.

    KS: Não. Os poucos filmes que eu fiz entre, os filmes “Twilight” têm coincidentemente sido diferentes. Eu não quero chocar totalmente toda a gente, mas quando algo fala para voê, você tem que fazer. Também estou muito contente de ter o meu elenco na saga. Quando voltamos juntos para o set, a sorte acontece. Você sempre pensa que vai ser dificil voltar para lá, mas não é. n+os todos quisemos contar a história por algum tempo.

    P: Kristen, você pensa que Mallory poderia mudar?

    KS: Mallory não pensa no que vai acontecer a seguir. Eu espero que ela continue dançando, mas pare de trabalhar. Mas eu acho que ela devia continuar a faze-lo, é o que ela sabe.

    P:Kristen, você dá 100% nos seus papéis. Você transporta Mallory contigo?

    KS: Eu acho que você tem isso com tudo. Não são só partes que você interpreta, são experiências, tudo o que você faz, faz o que você é. Alguns dos momentos mais monumentais na minha vida, têm sido filmes. Esse daqui, muito mais do que o habitual. Eu acho que teve um efeito em mim.

    P: James, você fez de Tony Soprano por algum tempo. Como foi vir desse tipo de pai, para esse?

    JG: Não, ele está farto. Isso foi embora muito depressa, para mim.

    P:Kristen, sua personagem de várias maneiras era um mistério. O que você imaginou sobre a sua antiga vida?

    KS: Jake teve algumas ideias. Ele não eram tão definidas, para ser honesta. Era apenas suficiente. Houve algumas coisas que ele me disse quando começámos o filme. Uma, era que a história dessas garotas são típicas. Algumas coisas tinham que estar disponíveis para fazer um trabalho. Eu meio que inseri algumas coisas. Eu sei de onde ela é, eu sei que ela não está mentindo a Doug quando ela diz de onde é. Mas para realmente perceber isso, seria muito estranho.

    P: Kristen, como é que colocar o guarda-roupa ajuda a entrar na personagem?

    KS: Sempre ajuda. Eu não penso muito quando ouço stripper. Muitas pessoas têm idéias sobre como deve ser, mas eu realmente não tinha nenhuma. Eu sempre imaginei que seria sexy, porque isso é sorte do seu trabalho. Você nunca iria querer tirar o casaco, mas vivendo em Nova Orleans, está quente. Tudo ajuda a maquiagem.

    P: James, qual o papel de sonho que você quer?

    JG: Curly do ‘The Three Stogies.’

    P: Do que sentiram saudades, nas suas respetivas cidades-natal enquanto estavam filmando em Nova Orleães?

    JS: Eu senti saudades dos meus filhos e da minha mulher. Obviamente você sente a falta da sua família. Quando você vai num projecto tão longo como esse, esse caras têm mais experiência que eu, você está com uma família no entanto. Eu tento fazer minha vida lá, tanto quanto minha vida em casa possível. Eu aluguei uma casa lá com o cinegrafista. Adoro cozinhar, e eu tinha que cozinhar. Se você comeu em restaurantes em Nova Orleans todos os dias, você voltaria à procura muito diferente. Você perde algumas das rotinas, na verdade.

    KS: Eu realmente tendem a ofender as pessoas quando eu vou, especialmente nesse. Foi a primeira vez que eu estava realmente sozinha em um filme. Eu adoro pisar em torno da cidade, como se fosse meu, como a forma de Mallory. Eu realmente não senti muita falta, eu estava me divertindo.

    JG: Eu senti falta da minha esposa e da comida de Nova York. Eu tive azia em Nova Orleães!

    ML: Eu amo trabalhar e esse filme tee momentos muito felizes. Meu filho tem 23 anos, e não há marido par se preocupar. Então, eu muito feliz me mudo para o sitio onde o filme me traz!


    Fonte

    Kiss


    ______________________________________________________
    ''Amares aquele que te matava, deixava-te sem qualquer opção. Como poderias fugir ou lutar, se ao fazê-lo magoarias o teu amor? Se a tua vida era tudo o que tinhas para dar, como recusá-la a alguém que amavas verdadeiramente?” - Amanhecer

      Data/hora atual: Ter Out 24, 2017 1:17 am