Forks Planet

Bem-vinda(o) ao Forks Planet, o melhor fórum português da Saga Twilight. Entra e diverte-te nos nossos jogos de RPG ou informa-te sobre os teus personagens favoritos!

    Um dia depois do Amanhecer

    Compartilhe
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Ter Fev 23, 2010 1:44 am

    (nao é muito bom, mas pronto fiz o melhor que pode)


    Um Dia Depois Do Amanhecer é a continuaçao da saga twilight contada por Renesmee.


    Quando acordei ainda tinha olhos cegos com o sono pensei no que acontecera ontem e fiquei enraivecida por não ter ficado acordada a ouvir os últimos relatos do meu pai, era tão estranho dormir quando ninguém que estava a minha volta o fazia. Eu queria ter ficado a ouvir meu pai e minha mãe a falarem queria ouvir a voz da minha tia Alice de quem já tinha muitas saudades mas não a estrambólica da semi-vampira semi-humana tinha que dormir.

    Estes meus pequenos pensamentos sobre o que se passara ontem foram interrompidos em menos de um segundo, pois meus pais já estavam de meu lado.


    Última edição por Juana em Sab Fev 27, 2010 2:40 am, editado 1 vez(es)
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sab Fev 27, 2010 2:28 am

    (nao esta nada de especial, mas espero que gostem)

    Capitulo I


    O puzzle da verdade

    Quando acordei ainda tinha olhos cegos com o sono, pensei no que acontecera ontem e fiquei enraivecida por não ter ficado acordada a ouvir os últimos relatos do meu pai, era tão estranho dormir quando ninguém que estava a minha volta o fazia. Eu queria ter ficado a ouvir meu pai e minha mãe a falarem queria ouvir a voz da minha tia Alice de quem já tinha muitas saudades mas não a estrambólica da semi-vampira semi-humana tinha que dormir.

    Estes meus pequenos pensamentos sobre o que se passara ontem foram interrompidos em menos de um segundo, pois meus pais já estavam de meu lado.

    - Bom dia, Nessie! -a minha mãe desde ontem que me começou a chamar Nessie como se nunca tivesse odiado tal ideia.

    O meu pai fez um daqueles sorrisos disfarçados, mais uma vez lera os meus pensamentos e a minha mãe reparou.

    - Que foi Edward? – Será que o meu pai lhe ia disser? Também não fazia mal… Só disse a verdade.

    “Quem me dera ter o escudo mental da minha mãe” quando terminei este pequeno pensamento dei um pequeno suspiro, tão baixo que o meu avô Charlie nunca ouviria.

    -Nada… -a minha mãe olhou para o meu pai com um ar desconfiado “Podes dizer pai” – Pronto… A Renesmee achou piada ao facto de tu agora chamar-lhes Nessie…

    A minha mãe virou-se para mim a espera de uma explicação, estava com um olhar espantado e confuso. Nem quero imaginar as perguntas que fizera a si mesma.

    Estiquei os meus pequenos braços para a minha mãe para ela pegar-me ao colo e mostrei-lhe porque é que eu achara piada a ela chamar-me Nessie, eu gostava do meu dom pois podia demonstrar e relembrar aquilo em que pensara em cada momento.

    Recordei a minha mãe do que fizera a Jacob quando o ouviu a chamar-me Nessie.

    A casa ficou e silencio, os meus pais estavam concentrados nos meus pensamentos, depois de os ouvirem a minha mãe ficou estranha.

    - Calma, Bell…- o meu pai tentou acalmar a minha mãe agarrando-a com os braços para me proteger.

    - Eu estou calma! – Depois disto a casa ficou outra vez silenciosa, o que fez com que eu me apercebe-se que a minha mãe disse algo por pensamento. O que acontecera ao escudo dela? Mais uma coisa que perdera por dormir.

    - Nessie, a tua mãe agora consegue retirar o escudo para eu lhe ler os pensamentos mas não aguenta muito tempo -e sorri para a minha mãe.

    Boa agora a minha mãe apercebeu-se da pergunta.

    - Nessie!

    “Sim, pai”-respondi-lhe apenas por pensamento.

    - Tu não perdes nada em dormir…

    -perco, perco! – A minha vozinha saiu em birra, o que fez os meus pais sorrirem.

    - Ai, perdes? O quê? – Como se não soubesse

    Saltei para o colo do meu pai e mostrei-lhe quando ontem adormecera e ele sorrio-me.

    - Nós conta-mos te tudo o que quiseres… - desta vez não respondi já nem, estava interessada na conversa pois o meu olhar pousara no colar que a minha mãe usara ontem, que estava caído a um canto do meu quarto

    - Mãe…- chamei pois ela não reparar que queria a sua atenção. Saltei para o seu colo e perguntei “porque é que o colar esta no chão do meu quarto?”

    - Podes ficar com ele… - agradeci-lhe com um sorriso e foi para o chão brincar com o objecto brilhante.

    Não passara mais de meia hora e os meus pais viram buscar-me ao meu quarto para ir mos para a casa dos meus avós. Eu queria estar com os meus tios principalmente com a minha tia Alice, por isso deixei logo a brincadeira e também por que sabia que quando chega-se a casa dos meus avos poderia ver Jacob, eu já estava com saudades dele, por muito que o seu cheiro de lobo não fosse dos melhores, eu gostava dele como um irmão, sem o Jacob eu não me sentia completa.

    Quando cheguei a casa dos meus avos Carliles, o meu avo, veio abrir a porta, provavelmente ouvira a nossa chegada. Era difícil chegar de surpresa numa casa em que havia doze ouvidos tão apurados.

    Dentro da casa ouvi um coração a bater, o Jacob já tinha chegado. Ele veio ter comigo e eu saltei para o seu colo e fomos brincar. Eu adorava brincar com Jacob mas hoje estava mais interessada na conversa dos meus familiares.

    A minha mãe explicava qualquer coisa a minha tia sobre o Rio de Janeiro, os meus tios tinham conversas paralelas sem interesse, e o meu pai falava com o meu avô sobre Nahuel, ele também era um semi-vampiro, semi-humano, ele tinha casado a noite lá em casa para falar com o meu avô para ele ter novos dados sobre a minha espécie para me poder proteger, esta conversa interessou-me pois estavam a falar do meu futuro.

    - A Nessie vai parar de crescer quando tiver seis anos. -disse o meu avô.

    - Achas que já sabes o suficiente? Ou é preciso ir ao Brasil… para tentar mos saber mais sobre Nessie?

    - Não, vamos ficar por cá…mas…- o meu avô não terminou a frase ou melhor terminou por pensamento pois passado um tempo o meu pai respondeu, o Jacob ficou nervoso.

    - Pois tens razão… -a voz do meu pai estava nervosa.

    Quando ia perguntar ao Jacob o que tinha, ele acalmou-se.

    As minhas atenções desviaram-se por momentos da conversa do meu pai por isso raparei que o tema de conversa da minha tia Alice com a minha mãe tinha mudado para o planeamento de uma caçada para amanha, fiquei contente pois a minha última caçada não foi das melhores e já tinha sede.

    Voltei a concentrar-me na conversa do meu pai que continuava a falar com Carliles, e eu queria saber mais sobre mim, sobre a minha espécie. Queria respostas as minha perguntas.

    Será que o meu coração bateria para sempre? Será que seria sempre quente? Quando tiver seis anos que aparência vou ter? Eu queria saber mais sobre Nahuel.

    Foi interrompida por Jacob que reparou na minha distracção.

    - Nessie, Nessie! Que se passa miúda?

    - Nada…- a minha voz estava distante, e a minha mente ainda mais.

    Entretanto ouvi os passos delicados doo meu pai.

    -Resnesmee…- Foi logo ter com o meu pai, Jacob ficou com cara de cachorro abandonado o que fez meu pai acrescentar. -Também podes vir Jacob…

    - Que foi pai? – O que será que meu pai me queria.

    - Filha… Eu sei – se não soubesse é que me admirava. O meu pai esboçou um sorriso e continuou – que queres resposta a algumas perguntas sobra Nahuel… nós vamos-te contar tudo… ta bem?

    Acenei com a cabeça e ele levou-me até branca onde estava toda a minha família a minha espera.

    O meu pai começou por responder a perguntas que eu fizera a pouco para mim mesma.

    - O teu coração vai parar de bater, quando ele não bater mais tu vais ficar tão fria como todos nós. E aos seis anos vais ser a mais bonita das raparigas de dezasseis.

    Estiquei a mão para a cara do meu pai, ainda tinha outra pergunta. Mostrei-lhe os olhos vermelhos acastanhados de Nahuel. Eu queria saber se os meus iam ser assim.

    -Só se te alimentares de sangue o humano…- o meu pai estremeceu com estas palavras -os de Nahuel são assim porque ele alimenta-se de sangue o comida humana… tu se seguires a nossa dieta terás os olhos dourado com os meus…

    “Mas a mãe tem os olhos vermelhos e alimenta-se de animais”

    - Sim, a tua mãe devia ter os olhos amarelos, mas ela é uma recém-nascida e parte da sua alimentação provem do seu sangue humano.

    Depois desta conversa voltei a focar as minhas atenções nas conversas paralelas. Já estava a ficar tarde e eu tinha que dormir. Antes de adormecer ainda fiz outra pergunta para mim. “Eu voltaria a dormir… depois dos 6 anos?”
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Qui Mar 04, 2010 4:48 am

    Adorei!!!
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Qui Mar 04, 2010 12:27 pm

    bigada....
    logo que possivel postarei um novo capitulo
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Qui Mar 04, 2010 11:28 pm

    Gostei imenso *-*
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Sex Mar 05, 2010 12:27 am

    Ficarei aguardando aciosa.
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sex Mar 05, 2010 1:57 am



    Capitulo II

    Impriting


    Já passara quatro anos desde de que conheci Nahuel. Aparentemente tinha treze anos mas tinha uma mentalidade bem mais crescida. Agora passava por uma fase da minha vida a que o meu avo gostava de chamar puberdade vampira. O meu coração batia cada vez mais devagar com isso a minha pele arrefecia, endurecia e ficava muito pálida ficando parecida com o mármore, os meus olhos começam a ficar dourados e começava a não ter que dormir.


    Os meus sentimentos por o Jake também estavam a mudar cada vez o queria mais, eu queria envolver a sua pele quente com a minha mais recente pele fria, queria ter o Jake só para mim queria tê-lo para a eternidade, essa que só existia para mim.

    Como acontecia sempre eu dormia na casa de campo dos meus pais e passava o dia com os meus tios em casa dos meus avos.

    Hoje Jake não estava lá em casa o que era estranho e quando chegou falou logo para o meu pai.

    - Edward...? – O Jake as vezes parece ter medo do meu pai.

    - Esquece Jake...- conversas por pensamentos odeio isto

    - não...- olha-me outro, que nervos – a Nessie não tem nada a ver com o tratado.

    - Mas ela é uma Cullen.

    - Mas não é uma vampira e os lobos não se importam...

    - Então podem... mas só porque sei que a Nessie contigo esta protegida...

    - O que podemos?

    - Ir a La Push...- respondeu-me o Jacob enquanto ia-mos a sair de casa.

    - Jake... acho muito bem o que vais fazer mas já é tarde...

    - Obrigado Ed...

    Era a primeira vez que iria a La Push pelo que sabia que a minha estava proibida por um tratado de ir a reserva. Mas pela conversa eu não estava proibida.

    Não fala-mos durante quase tudo o caminho.

    - Jacob...- já estava farta daquele silencio e queria saber do que o meu pai estava a falar- de que é que o meu pai estava a falar quando disse que era tarde?

    - Digo-te quando tivermos em La Push...- fez aquele seu sorriso espantoso que me deixava KO- Foi para isso que cá viemos...

    - Porque não falamos em minha casa?

    - Nessie, em tua casa não da para ter conversas privadas e depois também queria que conhecesses a minha praia... – conversas privadas? Que medo...

    - Falta muito para chegar-mo? -já estava a me sentir mal por causa do seu cheiro de lobo. De dia para dia o seu cheiro era pior e ele devia sentir o mesmo em relação ao meu cheiro.

    - Não... Mas se não te importares vamos passar primeiro pela minha casa...

    - Claro que não me importo... Eu adorava conhecer o teu pai...

    Passamos por casa dele e eu conheci o seu pai, ele era um pessoa simpática mas deu um sermão a Jake por ele me levar lá não a casa mas sim a reserva, apercebi-me que o pai dele estava preocupado comigo, pois ele disse que um algum dos lobos mais jovens podia não se controlar.

    Depois seguimos para a praia a praia era linda e quando chega-mos ele pegou-me a colo e levou-me ate as rochas perto do mar.

    - Gostas? Da minha praia?

    - A praia é... – fiquei sem palavras nunca fora a uma praia e fiquei sem palavras...

    - Não gostas...

    - Se me deixares acabar...

    - Acaba, acaba

    - A praia é tão linda como tu – ih que lamechas o amor faz me mal.

    - Isso é o insulto a praia ou um elogio a mim – pronto se não goza-se... morria.

    - Descobre... e fiz-lhe uma careta – que me querias contar?

    -Tu já sabes que sou um lobo, certo?

    -Sim -Tanta coisa só para isto, o que queria ele afinal? – E?

    - Tu gostas de estar comigo?

    - Sim! Mais do que gostar de ti e necessito de ti – dei-lhe uma festa no rosto e mostrei-lhe todo o que sentia em relação a ele – que foi Jake? – Ele parecia horrorizado com os meus pensamentos.

    - Sabes por que sentes isso? – Ele ignorou por completo a minha pergunta.

    - Porque sim. Ou tem de haver um motivo para se gostar de alguém.

    - Para as pessoas normais não mas para os lobos... – isto estava se a tornar numa conversa ridícula. Agora eu gostava dele por ele ser lobo? Mas eu odiava isso.

    - Agora eu gosto de ti por seres um lobo?

    - Não tu gostas de mim porque eu marquei.

    - Tu o que? Tas a gozar – esta conversa já estava mais do que ridícula. Agora parecia-mos mais dois miudinhos a falar dos desenhos animados.

    - Não, Nessie – ele estava com um ar muito serio nunca vira Jacob assim – É o impriting, nos lobos sofremos disto... é uma espécie de magia que escolhe de quem nos vamos gostar... essa pessoa é feita para nós... não pode-mos viver sem ela.

    - Queres dizer que tudo o que sinto por ti não passa de uma magia? Tu só estas comigo porque não vives sem mim?

    - Não é isso... Eu amo-te...

    - Mas não como amas-te a minha mãe...- sai disparada pela floresta de La Push, não queria ouvir mais nada.

    Jacob seguiu-me até a minha casa de campo certamente para verificar que não me acontecia nada, mas deixou-me ficar sozinha continuando a correr em direcção a casa dos Cullen.

    Fiquei lá sozinha mais ou menos meia hora a pensar em tudo e em nada, depois a minha mãe veio ter comigo.

    - Renesmee...- já nem me lembrava de alguém me chamar Renesmee, desde de a muito que a ate a minha mãe chamava me de Nessie -Posso falar contigo?

    -Não... Sim... Não sei... – boa agora já nem sabia o que queria.

    - Filha eu sei o pelo que estas a passar...- A minha mãe não sabia de nada pelo que eu sei ela sempre fora feliz com o meu pai.

    - não... Não sabes... tu sempre tiveste o pai ao teu lado ele sempre te amou e nunca foi por uma magia estúpida.

    - Não filha... Já sofri e muito... – a minha mãe estava a chorar a vampira. – o teu pai já me abandonou… eu já fiquei sem ele... sim nos sempre nos ama-mos mas o Jake também te ama...

    - Ama? Por causa de uma magia, o Jacob esta obrigado amar-me por que não vive sem mim mas ele ama-te é a ti…

    - Renesmee… não seja assim Jacob ama-te… sabes como o deixas-te por teres saído a correr de La Push... ele só te contou para tu saberes ele não quere que tu sofras... – a minha mãe saiu de casa e nem ela nem o meu pai apareceram lá a noite como era costume fiquei com a casa só para mim.

    Queria saber tanta coisa. Será que também só gostava do Jake por causa desta treta do Impriting? Será que a minha mãe tinha razão? Como estaria o Jake? Errrr... só quero morrer.

    Passei a noite toda com estas perguntas a rodearem-me os pensamentos.

    - Nessie – era o Jake... – posso falar contigo?

    - não... eu não te quero aqui desaparece – que raiva

    -Miúda deixa-me explicar tudo Tu não percebes-te o que te quis dizer ontem.

    - Pois… a estrambólica da Renesmee nunca percebe nada...

    -Eu não queria que isto fosse assim... eu amo-te deixa-me explicar... eu amo-te mais do que tudo... é mais do que uma marcação... tu és como uma filha...

    -Filha?

    Eu queria te contar tudo antes de tu sentires mais alguma coisa por mim... Preferia que fosse quando tu eras apenas a minha melhor amiga... Eu gosto de ti e não era capaz de estar com outra pessoa...

    - É verdade... Ate mete nojo...era Leah ela nunca falara comigo mas conhecia lhe a voz.

    - Não te metas... Leah – Jake estava a usar o tom alfa coisa que nunca fizera pelo que eu sabia ele não gostava de obrigar a sua alcateia a obedecer.- Nessie deixa-me explicar eu gostava qu isto fosse mais fácil.

    -Ta bem... Entra

    - Nessie... desculpa...Se eu podesse escolher tu nunca te teria marcado... eu gosto de ti e gostava que fosses tu a escolher gostar de mim ou não...

    -pois mas é como filha...

    -Mas...

    - esquece... eu so perciso de um tempo para pensar – eu odiava-o mas ao mesmo tempo ama-o esto não é possível.

    -Ta...

    - diz a minha mãe que vou para casa do meu a esta noite...

    Quando cheguei a casa dos meus avos Jacob já se tinha ido embora. Os meus tios distraíram-me logo Emmett começou com as boquinhas, Rosalie começou com “eu avisei” e Alice divertiu-se imenso a vestir-me e arranjar-me.

    Nessa noite não dormi tinha já dormido o suficiente durante o dia.

    Passaram se três dias sem ver o Jake, ele dera-me o tempo e o espaço que lhe pedira. Eu estava com tantas saudades e precisava tanto de falar com ele que resolvi ir ter com elea reserva, por muito perigosa que fosse. Não disse nada aos meus pais e foi ter com ele.


    (comentem)
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Sab Mar 06, 2010 3:09 pm

    Nossa Juana isso esta ficando maravilhoso quero mais.
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sab Mar 06, 2010 3:39 pm

    obriga....
    vou tentar postar o proximo capitulo o mais rapido possivel....
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Sab Mar 06, 2010 3:47 pm

    Brigadinho.
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Qui Mar 11, 2010 11:45 am





    Capitulo III

    Os lobos


    Sai de casa a correr cheguei rapidamente a fronteira ai hesitei, sabia do perigo que iria correr, muitos dos lobos principalmente os mais novos e menos experientes com a sua experiencia jamais conseguiriam distinguir-me de um vampiro normal. Nada me iria servir de prova para dizer que eu era a Nessie do Jake.


    Respirei fundo e com todos os meus sentidos apurados ao máximo, saltei para o outro lado da fronteira. Ao inicio não havia qualquer sinal de lobos por isso segui sem hesitar entrando na reserva.

    Foi então que cheguei a uma clareira onde pairava um cheiro ainda quente a lobos. Quem seria? Reconheceria me? Será que o conseguiria despistar pelo menos ate chegar ao Jake?

    Foi interrompida por um rosnar e do nada apareceu um lobo na clareira era branco pequeno comparado com Jake mas grande para mim. Será que o conseguia parar por algum tempo? Foi então que apareceram mais dois lobos tão pequenos como o branco que estavam a sua atrás.

    Eu estava ali sozinha com três lobos prontos a atacar-me o que eu poderia fazer?

    - Sou a Nessie – nem sei como o disse, saiu-me simplesmente.

    O lobo branco hesitou mas não por muito tempo, saltou-me para cima. Eu iria morrer sem disser a Jake que já o perdoara e que não conseguia viver sem ele.

    - Diz a Jake que o am…-foi interrompida por dois grandes lobos que entravam agora na clareira. Era o meu Jake e o Sam.

    Os três lobos pequenos saíram a ganir da clareira com o Sam a segui-los.

    Jake foi-se transformar em humano e eu fiquei ali deitada incapaz de mexer um músculo.

    - Nessie…- a sua voz suplicava-me por resposta mas não consegui responder. -Estas bem?

    Continuei incapaz de lhe responder, ele preocupado com o facto de eu não me mexer procurou no meu corpo qualquer ferimento.

    -Estou Jake…-a minha voz estava fraca mas pelo menos voltara pela primeira vez na vida senti que eu era fraca.

    -Desculpa! A culpa foi minha…

    - Eu é que não devia ter vindo aqui… a culpa não foi tua…

    - Eu devia já ter ido falar com o Edward para saber se tu queres falar comigo…

    - Não te responsabilizes pelos erros que não são teus…

    Ficamos alguns minutos em silêncio e depois…

    - Eu mato o Kai…

    - Kai… quem é o Kai?

    - O lobo que te atacou… - Jacob estava a tremer os nervos apoderavam-se dele.

    -ele não sabia… a culpa foi toda minha…

    -tu disseste-lhe…- que nojo odeio quando ele é teimoso.

    - Ele não tinha como saber se era verdade…

    - Esquece isso… Vou-te levar para casa…- boa agora ele muda de assunto para não me responder as perguntas.

    Jake começou a ajudar a levantar-me.

    -Au!

    - Que foi?

    - A minha perna… não sou capaz de a mexer

    - Tu podias parti-la?

    - Não sei…

    -é melhor levar-te ate ao Carliles…

    Nunca senti nada assim esta dor era tão forte. Será que eu era uma mimada e esta dor não era nada? Os humanos passam a vida a partir pernas.

    Quando chega-mos a casa do meu avô ele viu-me a perna e apercebeu-se com muita admiração que estava partida.

    - Como pode estar partida? – Toda a minha família estava admirada mas só a minha mãe é que fazia estas perguntas.

    -pode... claro que pode… ela é mais frágil que nos, claro que jamais partiria uma perna ao cair mas um lobo tem a força e peso para partir-lhe um perna… - o meu avo estava pensativo ele estava a tentar saber o que poderia fazer para me ajudar a recuperar.

    - Ela vai ficar bem? – Jake tinha na voz a preocupação e a culpa de quem matara cem pessoas.

    - Não sei, Jake!

    -Não sabe como?

    - eu não sei se ela tem capacidade para reconstruir o osso partido… mas vou apostar nessa hipótese… vou lhe engessar a perna e ela não vai sair do sofá durante alguns dias e só vai beber leite…

    - Leite? - Boa comida humana, a minha favorita.

    - Sim Nessie leite…- agora era o meu pai que falava provavelmente percebera melhor a minha pergunta do que o meu avô Carliles – o leite tem uma proteína chamada cálcio que fortaleza os ossos humanos…- quem disse que eu era humana – não és humana mas és semi-humana e acredita o melhor era os teus ossos nesse ponto serem humanos.

    O meu avo engessou-me a perna e eu fiquei como uma estatua no sofá enquanto bebia leite, pahh que nojo coisa horrível.

    Quando anoitecera Jake preparava-se para ir embora.

    - Jake… - já estava farta de pedir para ele ficar por isso agora ia direita a questão – não faças nada ao Kai ele não teve culpa

    Ele fez um pequeno rosnado mas não chegou a responder.

    - Promete-me…

    - Não sei se sou capaz – Ah bom! Agora é preciso de um curso.

    - Promete eu sei que és capaz

    - É mais forte que eu… - Jake cerrava os punhos.

    -eu sei… mas… sou eu que estou a pedir… tu não podes fazer mal aquele lobo… quantos anos ele tem?

    - Dez – a voz dele era um sussurro.

    - Tu vais tutorar uma criança por ele proteger a sua família… como se ele já não tivesse a sofrer… pensa como ficarias se fizesses mal a Claire por muito que fosse sem querer?

    - Mas eu tenho que falar com ele? Se não ainda é pior – Jake saiu pela porta sem me deixar disser nem mais uma palavra…

    - Pai… - será que o meu pai poderia ajudar

    - Acho que ele não vai fazer nada… pelo ainda não pensou nisso…


    (pronta para criticas)
    avatar
    DÍ´R&T
    No Estudio de Ballett
    No Estudio de Ballett

    Mensagens : 347
    Data de inscrição : 05/02/2010
    Idade : 21
    Localização : Junto á Familia Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por DÍ´R&T em Qui Mar 11, 2010 8:37 pm

    Esta muito fixe, adorei Very Happy
    Continua
    avatar
    Má Marqes
    Em La Push
    Em La Push

    Mensagens : 46
    Data de inscrição : 02/03/2010
    Idade : 21
    Localização : Forks *.*

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Má Marqes em Qui Mar 11, 2010 9:32 pm

    tá mmo boa...
    onde está o proximo capitulo?!????
    está a viciar... avisa quando houver mais
    beijao
    má@
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Qui Mar 11, 2010 9:58 pm

    sim a mais... tou a começar a escrever o capitulo 4...
    logo que acabar eu posto...
    beijoca
    avatar
    DÍ´R&T
    No Estudio de Ballett
    No Estudio de Ballett

    Mensagens : 347
    Data de inscrição : 05/02/2010
    Idade : 21
    Localização : Junto á Familia Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por DÍ´R&T em Sab Mar 13, 2010 3:21 am

    ainda bem xD estamos esperando por ele. beijo
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sab Mar 13, 2010 3:58 pm

    Jake conta sua versão ”os lobos”


    Capitulo IV

    Se eu não o desfaço é só por causa de Ness


    Desde da última vez que vira Nessie que não conseguia sair do meu corpo de lobo. Não sabia o que fazer. Será que deveria falar com Edward? Como estaria Nessie?


    “Jake, Jake”- era Sam - “A Nessie esta na clareira e… encontrou-se com o grupinho do Kai”

    Comecei a correr mais de que alguma vez correra. Como foi tão estúpido? Nunca devia ter deixado que Ness quisesse vir a reserva…

    - Diz a Jake que o am…- era a voz de Nessie ela ainda estava viva.

    Corri ainda mais depressa e ao chegar a clareira cruzei-me com Sam. O Kai estava prestes a morder o pescoço de Ness. Mas Sam deu uma ordem por pensamento os três lobos mais pequenos saíram logo da clareira a ganir com Jake a segui-los. Fiquei ali sozinho com Ness ela estva caída no chão parecia morta. O que é que eu podia fazer?

    - Nessie…- eu estava sem folgo, queria saber se ela estava bem mas Nessie nem se mexeu -Estas bem?

    Como Nessie não me respondia tentei verificar de Kai a tinha mordido.



    -Estou Jake…-ela falou num sussurro tão baixo e fraco que mesmo os meus ouvidos de lobo não o ouviram bem.

    -Desculpa! A culpa foi minha…- Eu sou mesmo estúpido.

    - Eu é que não devia ter vindo aqui… a culpa não foi tua…- a sua voz continuava fraca mas agora ela falava num tom mais alto.

    - Eu devia já ter ido falar com o Edward para saber se tu querias falar comigo…- coisa lógica onde é que eu estava com a cabeça.

    - Não te responsabilizes pelos erros que não são teus…

    “Jake, o Kai esta arrependido ele não sabia que ela era Nessie ele só queria mostrar a toda a alcateia que por muito que fosse novo era capaz de proteger a reserva, ela disse-lhe mas ele não sabia se devia acreditar num vampiro…”

    - Eu mato o Kai…- eu odeio aquele chavalo não acreditar na Ness ainda por cima ela não é vampira o coração dela ainda bate.

    - Kai… quem é o Kai? -Phoenix falei demasiado alto esqueci-me que ela também tem os ouvidas apurados. Eu não cria preocupa-la.

    - O lobo que te atacou… -mas também não lhe sabia mentir…

    “Calma Jake estas muito nervoso” era Leah como alfa ouvia-lhe os pensamentos mesmo quando não estava transformado.

    -Ele não sabia… - Agora a Ness protegia aquele chavalo? -a culpa foi toda minha…

    -tu disseste-lhe…

    - Ele não tinha como saber se era verdade…

    - Esquece isso… Vou-te levar para casa…-

    Comecei a ajuda-la a levantar mas ela mal passou o peso para a perna direita.

    -Au!

    - Que foi? - o que é que aquele puto lhe fez?

    - A minha perna… não sou capaz de a mexer

    - Tu podias parti-la? -se ele partiu a perna a minha Ness eu parto o a ele.

    - Não sei…

    -É melhor levar-te ate ao Carliles…

    Levei-a para casa o mais depressa que conseguia, pelo caminho lembrei-me que não deveria pensar em Kai perto de Ed, o pai de Ness protegia muito ate de mais na minha opinião, se soubesse dos pormenores ele próprio desfazia Kai embora a mim apetecesse-me fazer o mesmo.

    Quando chega-mos a casa dos Cullen ele viu-lhe a perna e apercebeu-se com muita admiração que estava partida.

    - Como pode estar partida? – Bella só ela fazia essas perguntas uma das coisas que manterá de humana.

    -Pode... claro que pode… ela é mais frágil que nos, claro que jamais partiria uma perna ao cair mas um lobo tem a força e peso para partir-lhe um perna… - Pois ele ate pode ter força para ela mas para mim eu desfaso-o.

    - Ela vai ficar bem? – Ela tinha que ficar bem… eu sei que sim.

    - Não sei, Jake!

    -Não sabe como? – Afinal Carliles era medico ou não como não podia saber?

    - Eu não sei se ela tem capacidade para reconstruir o osso partido… mas vou apostar nessa hipótese… vou lhe engessar a perna e ela não vai sair do sofá durante alguns dias e só vai beber leite…

    - Leite? – coitada de Ness ela odiava a comida humana, mas também ninguém gosta de medicamentos.

    - Sim Nessie leite…- agora era Ed quem explicava a Ness as coisas -o leite tem uma proteína chamada cálcio que fortaleza os ossos humanos…- quem disse que ela era humana – não és humana mas és semi-humana e acredita o melhor era os teus ossos nesse ponto serem humanos.

    Depois de Carliles lhe engessar a perna ela ficou deitada no sofá todo o dia a beber leite.

    Já estava anoitecer e eu ainda queria ir falar com Kai.

    - Jake… - o que é que ela ia tentar desta vez já fez de tudo para eu passar cá a noite – não faças nada ao Kai ele não teve culpa -claro que não “rrrrrr” se eu me chateio com Ness por causa disso…

    - Promete-me…

    - Não sei se sou capaz – apetece-me mata-lo e ela quer que eu não lhe vá dar um grande raspanete.

    - Promete eu sei que és capaz

    - É mais forte que eu… - isto dominava a minha inteligência era impossível controlar.

    -eu sei… mas… sou eu que estou a pedir…- boa chantagem eu odiava quando ela fazia isto -tu não podes fazer mal aquele lobo… quantos anos ele tem? – Ela quer saber a idade dele, isto vai de mal a pior.

    - Dez – Ele muito novo.

    - Tu vais tutorar uma criança por ele proteger a sua família… como se ele já não tivesse a sofrer… pensa como ficarias se fizesses mal a Claire por muito que fosse sem querer? - ela tinha razão que vergonha.

    - Mas eu tenho que falar com ele? Se não ainda é pior

    Sai pela porta a correr ela ainda me obrigava a ficar ali, já nem era capaz de pensar em matar o Kai mas tinha que falar com ele.
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Dom Mar 14, 2010 4:03 am

    Juana esta fascinante quero mais.
    avatar
    Má Marqes
    Em La Push
    Em La Push

    Mensagens : 46
    Data de inscrição : 02/03/2010
    Idade : 21
    Localização : Forks *.*

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Má Marqes em Ter Mar 16, 2010 8:59 pm

    maisssss... pff!
    tá bue fixe...
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Qua Mar 17, 2010 12:17 am

    logo que poder continuo....
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Qui Mar 18, 2010 11:22 pm

    Postaa mais um capítulo por favor *-*
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sex Mar 19, 2010 12:08 am

    tou a fazer o proximo capitulo....
    mas nao sei quando o acabo...
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Sex Mar 19, 2010 12:10 am

    assim que acabares posta +-+
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sab Mar 20, 2010 8:29 pm

    Jake conta sua versão


    Capitulo V

    É por isso que eu não faço promessas

    Quando cheguei a reserva foi a casa do Kai, eu precisava de falar com ele não sei se o quero é saber se ele esta bem ou pulo ainda pior, talvez queria as duas, primeiro saberia como ele estava e se estivesse bem ai ele ia ficar mal.

    Kelly a mãe de Kai disse-me que ele não estava em casa mas que tinha passado por lá e não estava nada bem.

    Então foi até casa do Sam ele sabe sempre onde se encontra a sua alcateia tal como eu sei onde se encontra a minha.

    -Sabes do Kai?

    -O que vais fazer? – Sam tinha toda a alcateia como filhos, nunca me deixaria fazer mal a Kai

    -Nada. Já soube que ele não esta bem

    -Tens a certeza?

    -Acho que sim.

    -Jake sabes que tu também podias… - mas será que agora ninguém se calava com isto.

    - Eh, Nessie já me lembrou disso…- vi uma pequena alegria a surgir no olhos de Sam ele sabia que sendo Ness a pedir eu dificilmente desobedecia.

    - A Ness pediu para tu não fazeres nada?

    - Quase me fez prometer…- Sim quase Jacob Black não faz promessas desde que com elas magoo sua melhor amiga Isabella Swan.

    -Quase? -Sam ficou surpreendido ele fazia sempre tudo o que Emily lhe pedia.

    -eu não faço promessas… as promessas só nos fazem magoar quem gosta-mos…

    -Pois… Se calhar tens razão…- acho que ele se apercebeu que eu me referia a Bella.

    - Onde esta o Kai?

    -Vou dizer para ir ter contigo a tua casa…- fiz-lhe um sinal afirmativo e ambos sai-mos dali para nos transformar-mos em lobo.

    Quando lá cheguei o Kai já lá estava, estava com um ar destroçado, fazia um enorme esforço para se manter na pele humana todo o seu corpo termia. Eu não sabia o que dizer.

    - Olá – que palavra tão adequada, mas neste momento era a única que sabia dizer.

    - Desculpa, Jake. EunãosabiaqueeraNessie…- primeiro ataca Nessie e agora atropela palavras, este miúdo.

    -Kai, eu quero ouvir o que tens a dizer… Mas fala devagar… - fiz um esforço para esvoaçar um sorriso, mas como o que me apetecia menos era sorrir esse saiu-me pouco convincente.

    Kai respirou fundo e recomeçou.

    - Desculpa Jake... eu não sabia que era Nessie…

    -Ela disse-te… - eu ate que o compreendia mais ou menos mas tinha que o chamar atenção para não se repetir.

    -Qualquer vampiro podia chegar ali e dizer que era Ness logo que conhecesse a historia… - ele tinha razão mas quando ela lhe disse que era Ness ele mal parou para se certificar se era ou não…

    -Kai, tu podias ter parado para ouvir seu coração para sentir o cheiro do seu sangue… podem ser características muito fracas mas que existem.

    - Tu fazias isso? – Ok agora ele ta a mudar o tom da conversa para o tom ‘eu tenho razão’.

    -Os teus amigos fizeram-no…

    - A pergunta era se tu fazias….

    - Claro… que fazia - o chavalo já ta a dar cabo da minha pouca paciência.

    - Alguma vez reparas-te que a tua Ness tresanda a vampiro?

    - Deixa-me ver… ela é semi-vampira e vive numa casa com oito vampiros… querias que cheirasse a que? Cão? – Agora até parecia o Ed a falar, excesso de convivência.

    - Como querias que não duvidasse da sua palavra?

    - Eu julgava-te mais inteligente… - maldita a hora que a alcateia começou a adquirir putos.

    - Tu pensas que por eu ser dos mais novos e ainda não sofrer dessa treta do Impriting não a percebo, mas percebo…- passou-se -mas agora não me venhas acusar dos erros da tua marcadinha… - ele já esta abusar marcadinha? Já lhe mostro uma marcadinha.

    Não me consegui controlar mais transformei-me ali e quando me preparava para atacar, Sam felizmente apareceu-me por traz no seu corpo de lobo.

    “Kai, sai já daqui… depois falo contigo…” Kai nem questionou saiu logo dali.

    “Jake?” – eu já sabia que vinha ai um sermão agora tinha mamas e papas por tudo o lado.

    “Diz…”

    “ Tu já te devias saber controlar”

    “ Tu ouvis-te o que o Kai disse. E se ele disse-se isso de Emilly?”

    “ Jake eu ouvi e compreendo… mas ele é uma criança o kai pensa que o impriting é uma mania nossa…

    “ Eu já não estava bem… e ele quis esticar a corda…”

    “Então não vinhas… eu avisei-te”

    “Sam eu sei que tens razão, mas agora não estou para ouvir nada…”

    O Sam foi-se embora e eu também foi correr pelas florestas de La Push felizmente Leah, Seth ou outro dos novos membros da minha alcateia estava na forma de lobo. Consegui correr pelo menos durante um dia sem que ninguém me chateasse.

    “Leah isto Leah aquilo… estou farta” – boa ‘problemas’ a Leah os meus favoritos. “Oh… Jake estas ai?”

    “ Não que ideia”

    “Que foi Jake?” Leah tem a mania que o mundo gira a sua volta mas deve ser a pessoa que melhor percebe os meus sentimentos “Ahhhh… Pois Jake sabes que perdes-te a razão… eu percebo que o Kai exagerou mas ele é só um miúdo…”

    “ Eu sei… e já estou arrependido mas foi mais forte do que eu…”

    “ Imagino… o que vais dizer a Ness?”

    “ Que querias que disse-se… vou ter que lhe contar tudo”

    “ Pois… se calhar é melhor ires já ter com ela”

    “ É… eu vou ter com ela” já me estava a correr em direcção a casa dos Cullen quando.

    “ Jake”

    “ Sim”

    “ Não penses muito nisto perto do Edward ou pelo menos não penses nos pormenores.” Ela tinha razão eu não podia começar uma guerra que Ness acabara.

    Sai dali a correr tinha que falar com Ness, tinha muito para me desculpar… ela pedira-me para não fazer nada mas não o Sr. Jake é incapaz de estar quieto. Sinceramente não sei como foi capaz de ter atacado um miúdo, eu podia tê-lo matado e se Sam não tivesse lá?

    Eu já estava a chegar perto da casa dos Cullen por isso comecei a ocupar os meus pensamentos com os dramas de Leah e estupidezes minhas.
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Sab Mar 20, 2010 8:58 pm

    Adorei , ai Juana , tu escreves tão bem brilha
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sab Mar 20, 2010 9:02 pm

    bigada... mas tambem nao precisas de exagerar....
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Sab Mar 20, 2010 9:08 pm

    Juro que não estou a exagerar !
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Dom Mar 21, 2010 4:23 pm

    Juana esta lindo quero mais e mais.
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Dom Mar 21, 2010 4:59 pm

    vou tentar postar o proximo capitulo amanha...
    avatar
    Má Marqes
    Em La Push
    Em La Push

    Mensagens : 46
    Data de inscrição : 02/03/2010
    Idade : 21
    Localização : Forks *.*

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Má Marqes em Dom Mar 21, 2010 5:23 pm

    q bommm
    eu tou ansios pela continuaçao.

    Parabéns Joana pela tua Fic
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Seg Mar 22, 2010 12:38 am


    Capitulo VI

    Guerra sem fim

    -Ness, Jake esta a chegar -o meu pai era sempre o primeiro a perceber de quem se aproximava da mansão.

    - Ele esta bem? – Eu estava tão preocupada já não o via a quase dois dias.

    - Esta…- mal meu pai terminara a palavra ouvi o coração rápido do Jake que batia do outro lado da porta.

    Ia-me levantar.

    -Não Ness… Tens que estar em repouso…

    - Mas eu já estou boa… - “e já não sou nenhum bebe2.

    - Não temos a certeza… e já agora tecnicamente só tem quatro anos. – o meu pai esvoaçou um pequeno sorriso trocista. – Eu vou abrir a porta…

    - Tenho outro remédio?

    - NÃO – o meu pai já estava a abrir a porta a Jake.

    Jake entrou a correr e ajoelhou-se ao meu lado.

    - Ness, estas melhor?

    - Sim, mas aqui o senhor doutor avô Carliles, e o senhor papa Edward continuam a não me deixar mexer um, musculo e obrigam-me a beber leite… pahhh- fiz uma careta aquilo era a comida uma mais horrível que alguma vez provara.

    -e têm razão…

    -olha-me outro -fogo isto é uma concentração de chatos?

    -acho que queres falar a sós com a Ness…- o meu pai dirigia-se a Jake. Mais uma vez sabia primeiro das minhas conversas do que eu.

    -Renesmee tas a ficar um pouco refilona, não… - ignorei por completo o meu pai. Jake esta com cara de cachorro que foi abandonado porque fez asneira. – Vamos, eles precisam mesmo de falar…

    Depois de todos saírem da sala o silêncio espalhou-se apenas se ouvia a pequena melodia dos nossos corações uma melodia mais que prefeita, o meu batia como são de fundo baixo, lento, angustiado o dele batia como melodia principal rápido, forte, mas envergonhado.

    -O que se passou?

    - Desculpa…- a sua voz era baixa, fraca, totalmente envergonhada.

    - O que é que fixes-te?

    - Desculpa…- que se passa? Ele esta a ficar cromo? Não sabe dizer mais nada?

    -Jake...- fixei os meus olhos dourados nos seus castanhos profundos diz-me o que fizeste… Por favor…

    - Renesmee eu não foi capaz…

    - Não foste capaz do que? -as lágrimas percorriam lhe a cara e eu sufocava num choro seco.

    - não me controlei… eu ataquei o Kai… Desculpa –

    - Jake acalma-te… ele esta bem não esta?

    - Esta…

    - Tas a ver Jake… tu nunca lhe farias mal…

    -Ness…EU SÓ NÃO O MATEI PORQUE O SAM APARECEU… Eu sou um monstro…desculpa

    -Não és nada… -continuei com os meus olhos fixos nos seus e passei a minha mão pela sua face para lhe transmitir alguma tranquilidade.

    - Eu ia matar um miúdo…desculpa

    - o que é que ele disse?

    - Nada…- para que é que ele ainda me tentava mentir?

    -Jacob… não me mintas… eu sei que para tu reagires assim ele disse alguma coisa… por favor diz-me o que foi…

    - Não sei como te disser…desculpa

    - Teve haver comigo? – Não é que eu esteja a ser convencida mas tinha sempre haver comigo.

    -SIM…

    -FOGO… E TINHAS QUE REAGER ASSIM? O que é que ele disse?

    -disse que tu eras culpada…e chamou-te marcadinha…

    -ATACAS-TE O KAI POR CAUSA DISSO? JÁ PENSAS-TE QUE ELE TEM RAZAO? EU SOU A CULPADA.

    - NÃO RAZÃO ELE NÃO TINHA…Mas eu sei que o erro foi meu… eu sei que tenho idade para me controlar…. Desculpa, Ness…

    - eu já te desculpei… Agora pára de disser desculpa…

    O meu apareceu a descer as escadas veio a minha beira deu-me um beijo na testa e desapareceu…

    - Jake, sabes o que se passa?

    -Não… mas já vou saber… fica aqui eu já venho…- deu-me um beijo na testa e tal como meu pai saiu pela porta a correr.

    -Ed, Ed… espera -foram as ultimas palavras que ouvira de Jake.

    - Que foi querida? – Passou a mão na minha bochecha dando-me uma festa.

    -Mãe… o que é que o pai vai fazer?

    -não sei filha… mas não te preocupes Jake toma conta dele…

    -o Jake não esta bem… ele esta muito agressivo…- o meu choro mata-me sentia-me sem ar sem poder respirar.

    - Ele fez-te alguma coisa…

    - Não mas estava aqui… ele berrou ele nunca foi capaz de o fazer ele estava aqui prestes a transformar-se e nunca teve assim pelo menos perto de mim…

    - Eu não conheço este novo Jake …

    - Mas eu já conheço… e ele ta capaz de matar o Kai…e o pai também o é - Jake não tinha culpa a culpa era toda desta treta do impriting.

    - eu sei filha… vou procura-los….

    - Mãe… tem cuidado.

    Passaram-se horas e eu sem saber o que se passava, já estava anoitecer e eles não voltavam, eu tinha que sair do sofá.

    - Avô… posso tentar andar?

    -podes… vamos tentar…

    Andei a dar voltas pela sala ate ao meu avo concluir que eu estava pelo menos 80% boa.

    -Vô, vou procurar a minha mãe…

    - Não, não vais… Renesmee tu ainda não tas 100% boa… e não vais sair de casa.

    -Plase

    - Diz-se please… e é melhor ires para a cama tas a precisar de dormir -odiava estar numa família onde toda a gente falava mil e uma línguas e eu ser a única a nem sequer falava direito inglês.

    Sai dali amuada e foi dormir para o meu quarto, o quarto que tinha em casa dos meus avos era roxo e preto e tinha uma grande janela por onde entrava muita luz natural.

    Quando acordei os meus pais já estavam do meu lado eles estavam bem mas onde é que estava o Jake, ele estava bem?

    - Jake esta lá em baixo… a dormir…

    Desci as escadas o mais depressa que pode quando cheguei ao último degrau abrandei não queria acordar o Jake. Contornei o sofá onde Jake dormia e vi na sua pele grandes arranhões ele lutara com outro lobo.

    -NESS, NESS…- Ele acordou eu não fizera barulho mas o meu cheiro ardia-lhe na garganta o que o fizera acordar – Desculpa…

    - Jake não faz mal, o que aconteceu?

    -o teu pai foi falar com o Kai… a conversa não correu bem… Agora está-mos em guerra…

    - Como é que vai ser a partir de agora?

    - Não sei… o futuro ta nas mãos de Sam…

    - Pode-mos fazer alguma coisa?

    - Nos não… Mas tu…

    Se eu podia fazer alguma coisa eu ia fazer alguma coisa.
    avatar
    Má Marqes
    Em La Push
    Em La Push

    Mensagens : 46
    Data de inscrição : 02/03/2010
    Idade : 21
    Localização : Forks *.*

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Má Marqes em Seg Mar 22, 2010 12:44 am

    perfeitooo...
    q vai acontecer?! fgh agr fiqei anciosaaa
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Seg Mar 22, 2010 12:47 am

    espera pelo proximo...
    vou tentar postar o mais depressa possivel...
    avatar
    Má Marqes
    Em La Push
    Em La Push

    Mensagens : 46
    Data de inscrição : 02/03/2010
    Idade : 21
    Localização : Forks *.*

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Má Marqes em Seg Mar 22, 2010 12:54 am

    tou anciosaaaa
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Ter Mar 23, 2010 3:31 am

    Está lindo brilha , estou anciosa por saber o que vai acontecer Very Happy
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Ter Mar 23, 2010 11:21 pm

    ainda bem que gostas-te....
    vou tenter publicar o proximo ate quinta-feira
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Qua Mar 24, 2010 10:50 pm



    Capitulo VII

    Carta da liberdade



    Esta seria a minha tentativa de instalar a paz, a carta já a escrevera mas não sabia como iria entrega-la, eu não a podia ir entregar estava a ser vigiada pois meu pai ouvira as minhas tentativas mentais de fazer alguma coisa, a minha família não podia ir se lhe pedisse para irem arriscaria as suas vidas, Jake esse iria e Sam já mais lhe faria mal sem antes o ouvir mas ele próprio era o perigo ele estava completamente alterado, Leah nem que as vacas cantassem ele iria ter com Sam por minha causa, Seth ele era prefeita não estava nesta guerra Sam não atacaria ele não faria nenhum disparate e acho que ele me faria esta favor. Agora a pergunta era como o iria encontrar? Se Jake estiver la em baixo ele é capaz de me dizer onde anda Seth.

    Eu não sabia se Jake ainda estava em minha casa por isso desci as escadas a correr para ir falar com ele.

    -Pai… onde esta o Jake?

    -esta lá fora… a tomar banho de relva – o meu pai esboçou um sorriso trocista.

    - Vou ter com ele….

    Sai de casa e só parei quando vi um enorme lobo a rebolar na terra.

    -Olá Jake… Estas a perfumar-te? - O enorme lobo a qual já estava habituada olhou para mim e sorriu depois correu para a flores, passado um tempo por onde entrara o lobo saia Jake.

    - Olá Ness… Desculpa lá qualquer coisinha… - eu já conhecia este Jake ele estava bem calmo.

    - Não faz mal… o sentimento é igual…

    - Eu sei – eu não suportava o seu cheiro mas adorava-o eu amava aquela tortura.

    - Onde esta o Seth?

    - O que é que lhe queres?

    - Falar com ele…

    - Segredinhos? – Eu não tinha segredos para Jake e ia-lhe contar mas só quando estivesse longe do meu pai.

    - Sim, não posso?

    - Podes, podes eu peço-lhe para ele vir cá…

    - Preferia que tu me levasses lá…

    - Como queiras… mas vai pedir ao teu pai…

    Foi ter com o meu pai para lhe pedir…

    -Posso ir sair com Jake?

    -Sim…- Ainda bem que o meu pai não se apercebera do que eu ia fazer.

    - Mas não vais assim – Era a minha tia Alice mais conhecida pelo monstro da moda.

    - Ela levou-me para o meu quarto e vestiu-me um vestido branco e comprido de seda penteou-me o cabelo mas deixou-o solto. Desci e foi ter com Jake.

    - Muito bonita… Foste-te arranjar para o Seth? – Boa agora vou atorar as boquinhas.

    -Estúpido… tu sabes que não foi eu que me tive a arranjar… simplesmente foi atacada pelo monstro da moda.

    - Monstro da moda?

    - Sim… a minha tia Alice...

    - ahh vou fazer de conta que acredito… Vamos?

    - Sim…

    Ele foi-se transformar porque não o gostava de fazer a minha frente. Chegou então ate mim um lobo avermelhado eu sentei-me no seu dorso e fomos a correr pela floresta…

    Paramos ali no meio do nada e ele foi transformar-se outra vez…

    - Então já vais desvendar o segredo?

    -Preciso que ele entregue uma coisa ao Sam -ele ficou com cara de parvo.

    - O que é?

    -Uma carta…

    - Olá pombinhos…

    - Olá Seth -disse-mos em couro

    - O que me querias Ness? -estendi-lhe a carta.

    - Queria que fosses entregar isto a Sam… Podes?

    - Posso… Até já -pegou na carta e seguiu floresta a dentro em direcção a reserva.

    Eu e Jake fica-mos ali eu parecia um estatua de mármore ele parecia uma barata tonta a olhar para a zona onde Seth desaparecera. Uma hora depois do nada Seth apareceu trazendo na boca uma folha de linhas .


    Ele não tinha que fazer nada… O que é que eu podia fazer mais? Eu podia deixar a minha família correr perigo? Como ia viver sem o Jake?

    -Ness… o que diz o papel?

    -Não interessa…. – Desatei a correr em direcção a casa de campo.

    - Seth o que aconteceu?

    - Ela é tão linda… - não devia estar a ouvir bem a distância também já era muita

    Deitei-me a pensar no que iria fazer.

    - Ness querida… já soube o que aconteceu…

    - Oh mãe… eu não foi paz de fazer nada…

    - Filha sabes quem é a única pessoa que para os instintos do Jake?

    - Eu… E? – Agora vamos falar sobre o poder que eu tenho sobre Jake?

    - Sam também tem uma pessoa por que faz tudo?

    - A Emilly… E? - O que é que ela é para aqui chamada?

    - Não sabes o que tens que fazer? – Claro, tinha que convencer Emilly ajudar.

    -Mas como?

    - Da mesma maneira que falas-te com Sam…- e vou pedir outra vez ao pobre do Seth? – Ah… e não te preocupes o Seth vai com gosto…- agora a minha mãe também lia mentes?

    - O que? – Vai com gosto? Eu sabia que ele não se importava mas ir com gosto?

    - Ele arranjou uma amiguinha… - olha me outro…

    A minha mãe deixou-me sozinha em casa para poder escrever a carta.




    - Seth, importaste de ir a reserva? -Jake ficou a olhar para mim boquiaberto.

    - Não – ele levantou-se logo e seguiu em direcção a porta.

    - Tem calma - tirei da carteira a carta – dá isto a Emilly.

    - OK – e saiu a correr pela porta.

    -Ness… não ligues… -Jake apercebeu se da minha admiração.

    - Já apanhou a gripe dos lobos?

    - Se tu fores uma gripe… sim…- que engraçado, sempre que lhe tentava mandar uma boca ele virava contra mim.

    - Que piadinha…

    Seth só voltou no outro dia de manha

    - Desculpa Ness… eu distrai-me….

    - Não te precisas de explicar… - preferia nem saber dos pormenores – o que é que Emilly disse?

    Seth passou-me para a mão uma folha de papel branca.





    -Que é que ela diz?

    - Não me vai ajudar – e subi as escadas a correr ate ao meu quarto.

    Não sei porque senti necessidade de me arranjar, vesti um vestido branco aos folhos pelos joelhos e vesti um casaco de malha fina.

    Já era cause meio-dia e aproveite o facto de o meu pai não estar em casa para sair pelas traseiras e foi ter com Emilly.



    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Sex Mar 26, 2010 9:48 pm

    Desse jeito você mata a gente de curiosidade Juana estou anciosa para saber como essa historia vai terminar.
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Seg Mar 29, 2010 10:24 pm

    gostei mesmo
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Seg Abr 05, 2010 6:42 pm



    Capitulo VIII
    Felizes para sempre!?



    Quando cheguei a clareira Emilly já lá estava acompanhada por outras raparigas, que tinham idades variadas

    - Olá, Ness! – ela reparou no meu ar de parva ao ver tanta gente.

    - Olá, elas são?

    Disse me o nome de cada uma apontando para as raparigas.

    - Ah Apercebi-me pelos nomes que eram as raparigas marcadas pelos lobos. -E o plano é?

    -Nós somos as únicas que conseguimos acalmar os instintos do Jake, Sam, Seth…

    - Seth… - então a nova amiguinha do Seth estava lá.

    - Sim… aqui a Sarah é o novo membro da alcateia das marcadas…

    - Ah… - a Sarah era uma rapariga muito bonita e tinha mais ou menos a idade que eu aparentava -Continua a explicar o plano…

    - É assim quando eles chegarem nós vamos ter com eles a pedi-mos a paz…

    - Sim acho que vai funcionar… Mas quando é que o Sam vem?

    - Não sei eu só sei que ele já reuniu os lobos…

    - Onde vai ser?

    - Provavelmente aqui… acho que já é a tradição dos Cullen. Não percebi mas não tinha tempo para ouvir lendinhas.

    -se tu dizes… Agora é melhor ir embora… queria que ninguém desse pela minha falta…- como se fosse possível

    - Isso é possível?

    - Com muita sorte…

    Foi logo para a minha casa, felizmente a minha família não deu pela minha falta, mas assentado na minha cama estava o Jake a minha espera.

    - Onde é que a menina andou disse-me ao ouvido enquanto me sentou ao seu colo.

    - a passear? – o meu coração estava a bater muito despreza, ele estava tão próximo e eu tinha que lhe mentir, alerta vermelho.

    -Ness não sei se já te disse isto mas és pior mentirosa que a tua mãe. – Boa, agora o meu jeito para a mentira foi chamado a conversa.

    - E isso é bom sinal…- continuava-mos a sussurrar ao ouvido um do outro.

    -Ai é? Porque? – De cada vez que ele me sussurrava ao ouvido o meu coração batia tão depressa quanto o dele.

    -Chama-se falta de pratica… - eu ate tinha as minhas razoes ao contrário dos outros adolescentes era praticamente impossível mentir ao meu pai.
    O seu cheiro a sua voz o bater do seu coração seduziam-me, e eu estava ali ao seu colo a suster a vontade do beijar, estava ali como uma filha esta ao colo do pai. Eu queria aproveitar cada minuto com ele, por isso não me afastei, e se o plano não resultasse? E se a minha família ficasse mais pequena? E se eu nunca pudesse ter a sensação dos lábios quentes de Jake a deslizar nos meus? Esta pergunta matou-me por dentro, não aguentei mais. Pôs a minha mão na sua cara para ele perceber que eu não era a criança que ele pensava e num minuto encostei minha boca a sua para o beijar mas ele não respondeu. Em vez disso segurou-me pelos ombros e afastou-me.

    - Pará, Ness. – que vergonha.

    -Desculpa… - não sei como mas comecei a corar.

    - Ness, tas a corar…

    - Vais começar? – fogo! Mesmo num momento destes ele tinha que gozar.

    - Não, mas tu ficas bonita…- ele estava a adorar.

    - Mentir é feio.

    - Ta bem… se tu achas…- esta não era a reacção habitual de Jake.

    Ele levantou-se e dirigiu-se a porta.

    - Onde vais?

    - Ter com o Sam…- era agora… eu não estava preparada.

    - Onde vai ser?

    - Na clareira…- pelo menos isso.

    - Tem cuidado, eu não sou nada sem ti… Jamais te poderei perder…

    - Vou ter…Ness não faças nada de perigoso… por mim - o que eu ia fazer não era perigoso… para o bem de todos era melhor que não fosse…

    - Tu és tudo para mim…

    - E tu és a minha vida…- deu-me um beijo na testa e saiu a correr.

    Passados cinco minutos de ele sair eu sai pele janela, será que chegaria a tempo? Corri mais depressa do que podia e quando cheguei a clareira já lá estavam todos. Foi logo ter com as raparigas.

    -Ness, vamos… eu e tu entra-mos primeiro depois elas entram atrás.

    Caminhamos em direcção ao centro da clareira de mão dada num sinal de paz, nós estava-mos ali em sinal de paz. Mal eles viram nos as duas ali quietas de mão dada seguida de um grupo de rapariga Quileutes, ficaram lobos e vampiros com estatuas a olhar para nos. Sam e Jake foram os primeiros a sair da clareira para voltarem a sua forma humana.

    -Ness… o que estas a fazer?

    -Emilly… o que esta a fazer? – Falaram os dois a mesmo tempo com o mesmo tom como se tevessem a ralar a uma criança.

    -Nos… - disse eu para começar mas deixei que fosse Emilly a acabar

    - Estamos a tentar fazer com que todos nos vivamos em paz…- emIlly6 tinha uma voz autoritária e carinhosa.

    -porque não dizes-te nada antes?

    - porque não sabia… quando soube já era tarde…

    - -Sam não faças esta guerra… por favor… tenta perceber…

    - e se não tivesse sido com Ness e se tivesse sido comigo… o que é que tu fazias?

    Sam virou costas e saiu da clareira.
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Qui Abr 08, 2010 10:53 pm

    tu matas-nos de curiosidade rapariga , gostei imenso da tua ideia de "juntar" a Renesme com a Emilly , tens uma imaginação excelente ! Continua (:
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Sex Abr 09, 2010 5:17 pm

    Lindo Juana muito lindo continua vai!!!
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Sab Abr 10, 2010 2:32 pm

    obrigada...
    avatar
    Bi@
    Em La Push
    Em La Push

    Mensagens : 57
    Data de inscrição : 28/03/2010
    Idade : 22

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Bi@ em Dom Abr 11, 2010 6:35 pm

    Simplesmente........... Lindoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    Very Happy
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Dom Abr 11, 2010 7:23 pm




    Capitulo IX

    Ultimo aniversario

    Quando acordei os meus pais já estavam em cima de mim.

    - Parabéns…-Oh pois, hoje era o meu aniversario, melhor que isso o meu ultimo aniversario.

    -Andas a ficar muito parecida com a tua mãe…- “ o que é que eu fiz?”

    - Essa resmunguice com o aniversario…- uhh vem ai historia…

    - Há historia?

    -Edward não te atrevas -eu adorava quando o meu pai falava do tempo de humana da minha mãe mas a minha mãe já não gostava tanto.

    - Esquece mãe agora o pai vai ter de contar….

    - Ta bem…

    - Como se fizesse diferença eu concordar ou não – falou baixo muito baixo para um humano mas para mim não.

    - Eu ouvi mãe….

    -Posso começar…- a história vai começar

    - Podes pai…

    - Era um vez…- história infantil!?

    - Pai já não tenho dois anos…

    -Nesse sentido nunca os tiveste – o meu pai tinha razão eu nunca gostei dos três porquinhos nem nada que se parecesse.

    -Continua…

    - Isto aconteceu em 2005, mais precisamente 13 de Setembro de 2005 o dia em que Bella Swan fazia 18 anos. Eu e a tua mãe já namorava-mos e a tua mãe achou que não deveria ser mais velha que eu por isso não deixou que ninguém lhe desse prendas ou os parabéns ou ate fazer uma festa, claro que festa houve a tua tia Alice tinha que a fazer claro…

    - Pelas minhas tu eras pelo menos 100 anos mais velho…

    - Manias da tua mãe…

    - Ai é!?- os meus pais esqueciam se com muita facilidade da minha presença e eu é que os tinha que aturar no marmelanço.

    - Desculpa - o meu pai afastou a minha mãe de si- é melhor deixar mos te vestir.

    Quando me levantei senti as diferenças a fluírem-me no corpo, senti a minha pele mais fria, dura, pálida, o meu coração batia mais lentamente e o meu cheiro estava mais doce e suave. As mudanças foram tantas e tão rápidas que eu senti uma necessidade de as o usar hoje vestindo-me o melhor possível.

    - Olha a filha mais bonita do mundo…- odiava quando o meu pai ponha esta vozinha de gozo.

    - Pai deixa esses comentários para a mãe… - eu já tenho os do Jake…

    -Desculpe…

    -Ness temos aqui uma prenda para ti…- PRENDAS…

    -Mas só a abres na festa…- e o meu pai que não se metesse.

    - Odeio-te

    - E eu sei que não é verdade…

    - Não ia-mos para casa do avô?

    - Tas com preza…- quando o tema é prendas.

    Sai-mos de casa e fomos até a casa do meu avô a pé. Eu sentia-me mais rápida, mais forte mais livre, eu sentia-me capaz de voar.

    A casa do meu avô estava toda luminosa a tia Alice tinha passado horas a decora-la.

    - Parabéns, Ness.

    - Olá Jake…

    - Tas mais linda do que nunca…

    - Jake cala-te…

    - Foi um elogio…

    -pois ta bem -dei-lhe a mão e entrei com ele em casa do meu avô.

    -Ness, tens aqui a tua prenda… - o que é que o Jake me ia dar?

    - O que é?

    - Vê

    Jake deu-me uma caixa embrulada em papel castanho com um laço dourado. Desembrulhei a prenda e lá dentro esta uma caixa de madeira que tinha gravado “Remember me” e por baixo tinha um enorme lobo.

    - Gostas? É para guardares fotos, objectos, textos

    - Amei

    Depois a minha família deu o resto das prendas os meus pais deram me um colar com uma corente de prata e com o símbolo da minha família atrás dizia Welcome to eternity”. A minha família deu-me prendas lindas mas a que eu mais gostei foi a que Jake me deu ao fim da festa, foi a pequena sensação dos seus lábios quentes nos meus frios.

    FIM
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Dom Abr 11, 2010 11:13 pm

    oh juana , ficou fantástico mas mesmo assim ainda fiquei com água na boca , adoro a maneira como ilustras a relação entre o Jacob e a Renesme !
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Dom Abr 11, 2010 11:17 pm

    obrigada... ainda bem que gostas-te...

    Ja agora achas que o posso melhorar alguma coisa para a minha proxima fic?
    Critica a vontade
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Seg Abr 12, 2010 3:27 am

    acho que a devias fazer mais comprida porque adoro a tua maneira de escrever , tens uma imaginação muito boa , umas ideias excelentes
    avatar
    Juana
    Na Clareira
    Na Clareira

    Mensagens : 197
    Data de inscrição : 10/01/2010
    Idade : 21
    Localização : Porto

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Juana em Seg Abr 12, 2010 9:16 pm

    pois... obrigada...
    mas esta fic para mim ja nao tem nada para contar...
    avatar
    carolinacullen
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 325
    Data de inscrição : 21/11/2009
    Idade : 21
    Localização : LISBOA-LOURES-BUCELAS-BEMPOSTA

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por carolinacullen em Ter Abr 13, 2010 12:51 am

    Pois , mas ficamos com vontade de saber mais promenorizadamente o que aconteceu depois de Renesme falar com a Emilly
    avatar
    Katinha Pattinson
    Mestre de RPG
    Mestre de RPG

    Mensagens : 537
    Data de inscrição : 26/09/2009
    Idade : 29
    Localização : Junto aos Cullen

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Katinha Pattinson em Sex Abr 16, 2010 7:04 pm

    Juana ficou otimo

    Conteúdo patrocinado

    Re: Um dia depois do Amanhecer

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Ago 22, 2017 6:26 am